Tratamento de Peyronie sem cirurgia, funciona?

Tratamento de Peyronie sem cirurgia, funciona?

Muitos homens se perguntam se é possível tratar a Peyronie sem cirurgia, e uma rápida pesquisa na internet vai revelar alguns “métodos” adversos que muitos acreditam ser a cura para o problema. Contudo, na verdade além de não tratarem a disfunção, eles ainda podem piorar o quadro.

Existem sim algumas alternativas para tratar a curvatura do pênis, mas, é preciso saber identificar o que realmente é comprovado pela medicina, e o que é só informação falsa.

Continue lendo esse post e confira se é possível tratar essa doença sem cirurgia e conheça sobre a cirurgia indicada nesses casos.

É possível tratar da Peyronie sem cirurgia?

Em alguns casos, quando o nódulo não gerou curvatura do pênis e está em um tamanho pequeno, existem alguns medicamentos (todos que só podem ser usados mediante prescrição médica) que podem ajudar na redução ou destruição da placa.

No entanto, para contornar a doença de Peyronie sem cirurgia também existem muitos métodos que a medicina já comprovou que não funcionam: entre eles estão:

  • Vitamina E;
  • Tamoxifeno;
  • Procarbazina;
  • Ômega-3 ácidos gordos;
  • Vitamina E com L-carnitina.

Inclusive, a Associação Americana de Urologia publicou em seu congresso uma normatização afirma que o urologista não deve indicar nenhuma dessas alternativas acima para tratamento de Peyronie sem cirurgia. Segundo a entidade, o existem alguns medicamentos que podem ser usados, e um dos que o especialista pode indicar é o CCH (Colagenase Clostridium Histolyticum intralesional) e em conjunto com técnica de modelação para redução da curvatura.

Além disso, essa técnica só deve ser aplicada em pacientes que tenham um quadro estável, e que a deformidade do pênis seja inferior a 30 °. Outro aspecto que deve ser analisado antes da aplicação desse tratamento é o tamanho do nódulo.

A fibrose que ocasiona a curvatura pode variar muito de tamanho, e o tratamento via medicação e modelação só é indicado para pequenas fibroses.

Muitas pessoas acreditam que o tratamento de ondas de choque pode corrigir a curvatura. Contudo, isso não é uma verdade absoluta, ela pode ser sim utilizada par controle do tamanho da placa, mas sobretudo para controle das dores ocasionadas pela fibrose.

Mas, essa técnica não tem capacidade de quebrar ou reduzir o nódulo. Por isso, é preciso ter cuidado com os métodos que prometem curar a Peyronie sem cirurgia, encontrados por aí que afirmam curar o distúrbio completamente.

O não tratamento adequado da doença pode desencadear uma série de outros problemas, incluindo disfunção erétil e infertilidade. Logo, se informe com fontes confiáveis sobre os tratamentos adequados.

Cirurgia de Peyronie

Um dos tratamentos mais recorrentes para Peyronie é a realização de cirurgia. Muitos homens temem esse tipo de procedimento, por temerem perder a libido, ou até mesmo a capacidade sexual.

Contudo, se realizado por um especialista e de maneira correta, o procedimento corrige o problema sem deixar nenhuma sequela. Inclusive, com algumas técnicas, é possível até mesmo recuperar o tamanho do pênis que foi comprometido por conta da curvatura.

Apesar de complexa, a cirurgia de Peyronie é segura e pode gerar excelentes resultados. Mas é importante que o paciente procure um especialista assim que identificar o problema.

Apesar de ser possível tratar da Peyronie sem cirurgia, é importante procurar um urologista ou andrologista antes de iniciar qualquer tipo de tratamento. Apenas ele poderá indicar a melhor alternativa para o seu caso.

Veja Mais Artigos >>