Problemas de ereção: você tem? Veja como resolver esse problema

Problemas de ereção: você tem? Veja como resolver esse problema

Quando falamos em problemas de ereção, é comum achar que isso só acontece com homens mais velhos.

Porém, muitos jovens também podem apresentar disfunção erétil, seja ela leve ou em um nível mais preocupante.

No post de hoje, vamos tratar sobre esse assunto que acomete vários homens, mas ainda é visto como tabu e causa de muito constrangimento.

Confira!

O que é o que causa a disfunção erétil?

Disfunção erétil nada mais é do que a dificuldade de obter ou manter uma ereção satisfatória durante a relação sexual.

As causas são variadas, podendo ser desde psicológicas, com raiz em problemas como ansiedade, estresse e depressão, até físicas, como diabetes e problemas hormonais.

O consumo em excesso de álcool e outras drogas também podem levar o homem a ter problemas de ereção.

A disfunção erétil também pode ser sinal de doenças graves como doenças cardiovasculares, por exemplo.

Por isso, é importante buscar auxílio médico, para que este avalie todas as possibilidades durante a consulta. E consiga estabelecer um diagnóstico mais preciso.

Como tratar problemas de ereção?

O tratamento adequado para problemas de ereção será indicado pelo médico urologista após a realização de exames específicos.

Dependendo da situação, a disfunção será tratada por meio de remédios, injeções ou implante prótese peniana.

Tratamento medicamentoso

Existem princípios ativos que ajudam na circulação de sangue no pênis, possibilitando a ereção quando estimulado sexualmente.

Os medicamentos devem ser ingeridos antes da relação sexual e o efeito dura cerca de três horas.  Alguns medicamentos tem efeito de até 36 horas.

Mas atenção! O tratamento medicamentoso para disfunção erétil deve ser prescrito por um médico.

Apesar de ser uma opção, o tratamento com medicamentos para problema de ereção pode deixar de trazer resultados satisfatórios com o uso contínuo, fazendo com que o paciente precise recorrer a outros meios para melhorar os problemas de ereção.

Injeções

É possível injetar remédios contra disfunção erétil, porém, muitos pacientes não curtem esse tipo de tratamento, pois requer familiaridade com agulhas e deve ser aplicado na hora da relação sexual.

O uso contínuo de injeções pode fazer com que surjam caroços ou fibroses no pênis, que podem ocasionar outras complicações como a Doença de Peyronie, que é quando o pênis apresenta um problema relacionado à sua posição quando ereto devido a repetidas lesões durante o ato sexual. Elas também podem perder o efeito conforme o tempo vai passando.

Ondas de Choque

O tratamento com ondas de choque (não são choques elétricos), podem ajudar muitos os pacientes com disfunção erétil de origem vascular – dificuldades das artérias em bombear o sangue para o pênis. Esse método procura recuperar as ereções perdidas e podem apresentar resposta satisfatória e duradoura em mais de 70% dos casos.

Implante de prótese peniana

Considerado um tratamento definitivo para os problemas de ereção, o implante de prótese pode recuperar a rigidez e a função do pênis.

Geralmente, os homens temem que um procedimento cirúrgico possa afetar a sensibilidade e funcionalidade do membro.

Contudo, esta é uma das formas mais eficientes de resolver o problema de ereção e resgatar a autoconfiança do homem, bem como evitar futuras doenças consequentes de uma má ereção (doença de Peyronie, por exemplo).

Portanto, essas são as principais formas de tratamento para disfunção erétil. O mais indicado é que procure um urologista para que este possa avaliar o seu caso, realizar exames e indicar a forma de tratamento mais adequada para você.

Veja Mais Artigos >>