Impotência sexual emocional: como lidar com esse problema?

Impotência sexual emocional: como lidar com esse problema?

A impotência sexual emocional tem atingido cada vez mais homens, de diferentes faixas etárias. E esse tipo de condição pode desencadear outros problemas, como baixa autoestima e até mesmo depressão.

O que muitos homens não sabem é que esse tipo de distúrbio pode ser tratado. Desde que um médico especializado na saúde sexual dos homens seja consultado.

O que gera a impotência sexual emocional?

A impotência sexual emocional pode ser desencadeada por diferentes fatores emocionais. Isso porque, determinadas situações acabam aumentando os níveis de adrenalina, neurotransmissor que impede o homem de ter uma ereção.

A ereção só ocorre por conta de uma série de estímulos, incluindo sensoriais, vasculares e neurológicos. Por isso que quando um desses estímulos não ocorre da maneira que deveria, não é possível manter a ereção.

Entre os principais fatores que podem desencadear a impotência sexual emocional estão:

  • Baixa autoestima;
  • Estresse;
  • Altos níveis de ansiedade;
  • Traumas;
  • Perda da libido;
  • Entre outros.

Quais são os tratamentos para impotência sexual emocional?

Existem várias maneiras de tratar a impotência sexual emocional. Mas, a alternativa mais comum e recomendada é a psicoterapia. Por meio dela o paciente poderá entender mais à fundo os gatilhos que estão desencadeado o problema.

E com base nessa identificação, será possível trabalhar cada um desses aspectos. Em muitos casos, por exemplo, a impotência está relacionada a algum trauma, como um relacionamento que acabou de forma inesperada, ou até mesmo algum tipo de abuso durante a infância e adolescência.

É muito comum, também, que especialistas recomendem algumas atividades que ajudem a promover o bem-estar da mente do paciente, como meditação e yoga. Em alguns casos, quando apenas essas opções não são suficientes, pode-se recomendar o uso de estimulantes.

Contudo, é importante ressaltar que o uso desse tipo de medicamento só deve ser feito sob recomendação médica. Jamais use estimulantes sexuais sem acompanhamento de um especialista, pois, você pode acabar tendo efeitos colaterais ainda piores.

Como saber que eu sofro de impotência sexual emocional?

Nem sempre a impotência sexual emocional é identificada pela dificuldade de ter ou manter uma ereção. Existem vários outros sinais que também podem apontar para esse tipo de condição. Entre eles estão:

  • Isolamento social;
  • Preferência em se satisfazer sexualmente através de um ambiente digital do que na realidade;
  • Sinais de depressão, como mudanças bruscas de humor;
  • Ansiedade elevada antes de ter um encontro sexual;
  • Uso excessivo de pornografia;
  • Vício em ferramentas virtuais de relacionamento, como salas de bate-papo e aplicativos de relacionamento;
  • Dificuldades em buscar encontros sexuais na realidade;
  • Sensação constante de insegurança, medo e raiva antes, durante ou após um encontro;
  • Evitar sair com pessoas, já temendo que o encontro termine em uma relação sexual;

É importante ressaltar que esses sinais podem se apresentar em diferentes graus. Por conta disso é preciso dar atenção especial a saúde mental.

A impotência sexual emocional não pode ser mais considerada um tabu. Procure um urologista e fale sobre a sua condição. O especialista poderá te ajudar a resolver esse problema, melhorando assim sua vida sexual e autoestima.

Veja Mais Artigos >>