Disfunção erétil em jovem

Disfunção erétil em jovem

A disfunção erétil em jovem é um problema mais comum do que muita gente imagina. O grande problema é que muitos jovens têm vergonha de procurar ajuda, ou até mesmo falar sobre o problema, o que pode agravá-lo.

A verdade é que esse tipo de problema pode surgir em qualquer faixa etária, e as causas são diversas.

Continue lendo esse post até o final e descubra quais são as principais causas de disfunção erétil em jovens e como tratar esse problema.

Principais causas da disfunção erétil em jovem

A disfunção erétil em jovem pode ser desencadeada por uma série de causas. Isso porque, qualquer nível de ansiedade ou até mesmo insegurança em relação ao próprio desempenho pode afetar a ereção peniana.

Como a ereção é uma resposta a uma excitação sexual, é necessário que várias coisas funcionem ao mesmo tempo e de forma harmônica para que ela ocorra.

Nervos, neurônios, circulação sanguínea, hormônios, tecido erétil, tudo isso precisa trabalhar em conjunto para gerar a ereção.

Logo, a disfunção erétil em jovem pode ser desencadeada por vários conjuntos de fatores. Quando não há comorbidades, geralmente ela ocorre por conta da ansiedade em relação ao desempenho.

Contudo, outros problemas podem causar a disfunção erétil em jovem. Desde algum distúrbio na circulação sanguínea, até fibroses. Por conta disso que é importante ficar atento a mudanças em relação ao pênis e até mesmo o trato urinário.

Dores e outros desconfortos ao urinar ou ejacular, por exemplo, não são comuns.

Diagnostico e formas de tratamento da disfunção erétil em jovem

A primeira coisa que é feita ao se identificar a disfunção erétil em jovem é um check-up completo. Os exames são necessários para verificar se o distúrbio é apenas uma questão emocional, ou, se há alguma comorbidade envolvida.

Entre os itens que são verificados estão:

  • Níveis de glicose no sangue;
  • Pressão arterial;
  • Níveis de hormônios como testosterona e tireoidianos;
  • Níveis de colesterol;
  • Peso;
  • Hábitos nocivos;
  • Problemas do gênero na família.

Caso seja identificada alguma comorbidade que esteja causando a disfunção erétil em jovem, o médico irá analisar qual a melhor forma de tratamento, que pode envolver desde o uso de medicamentos até operações cirúrgicas.

Agora, se for uma questão estritamente psicológica. Então a abordagem será diferenciada.

Primeiramente, o médico irá orientar que o paciente procure um psicólogo e também informará que nesse caso será necessário um trabalho gradativo. Isso porque, será necessário identificar a causa da ansiedade que perpetua o ciclo vicioso.

É com base nisso que o psicólogo passará a trabalhar esses gatilhos que desencadeiam a disfunção erétil em jovem. Eles podem envolver vários aspectos.

Em alguns casos, por exemplo, o jovem pode estar sofrendo de problemas de excesso de estresse. Logo, pode ser recomendado medicamentos que ajudem a diminuir os níveis de cortisol, que é um dos hormônios responsáveis pelo estresse.

Já em outros, é a sexualidade do jovem que causa a insegurança e a ansiedade. Logo será necessário trabalhar de forma mais delicada o desenvolvimento e identificação dela.

Por conta disso, a disfunção erétil em jovem precisa ser trabalha de maneira diferenciada. Caso você sinta qualquer problema de ereção ou ejaculação, não deixe de procurar um médico.

Veja Mais Artigos >>