Tem dificuldade de ereção? Pode ser um alerta de doença cardíaca

Tem dificuldade de ereção? Pode ser um alerta de doença cardíaca

Você sabia que a dificuldade de ereção nem sempre indica um problema no órgão reprodutor em si? Na verdade, várias questões podem interferir essa função do corpo, inclusive doenças no coração.

Além de ser um dos sinais que indicam problemas cardíacos, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia essa dificuldade pode até mesmo anteceder um infarto.

Por conta disso é fundamental que os homens tenham um cuidado a mais com a saúde, principalmente em relação a problemas relacionados ao pênis e que pode estar associado a outros distúrbios. Confira abaixa o tratamento indicado para essa dificuldade de ereção!

Por que a dificuldade de ereção pode ser um indicativo de doença do coração?

A artéria que se liga até o pênis é superfina, mais até que a artéria aorta que é a mais importante do corpo humano. Quando a aorta entope ou está obstruída, consequentemente uma quantidade menor de sangue vai chegar até o órgão reprodutor.

Logo, a dificuldade de ereção pode indicar que que há lesões cardíacas não detectadas.  Por conta disso que quando o paciente vai ao médico por não conseguir ter ereções, ou que durem, o especialista precisa fazer uma avaliação global.

A Disfunção Sexual Erétil (DSE) é um distúrbio caracterizado pela dificuldade ou incapacidade do pênis em ficar ereto durante a relação sexual. Esse tipo de problema geralmente afeta homens com mais de 40 anos, mas é possível que ele surja em diferentes momentos da vida.

A dificuldade de ereção pode ser gerada por uma série de fatores, tanto físicos, como problemas hormonais e doenças cardíacas, até emocionais, como excesso de estresse.

Tratamentos para a Disfunção Erétil

O tratamento para dificuldade de ereção irá depender diretamente do tipo de causa. É possível que seja indicado desde suporte psicoterápico até medicações.

Além disso, dependendo do tipo de distúrbio, também pode ser indicado algum tipo de procedimento cirúrgico. Caso o urologista identifique que a causa do problema de disfunção erétil é causada por algum distúrbio cardíaco, o paciente será encaminhado então para um cardiologista.

Por sua vez, esse profissional irá avaliar o que está gerando o problema do coração e os possíveis tratamentos. Em alguns casos além da cirurgia, o médico também irá indicar a mudança de alguns hábitos do paciente.

Isso porque, várias atitudes podem acabar aumentando o risco de desenvolvimento de distúrbios cardíacos, além da dificuldade de ereção. Exemplos:

  • Tabagismo, alcoolismo e outros tipos de vícios;
  • Má alimentação;
  • Falta de exercícios físicos;
  • Excesso de sal na alimentação;
  • Uso excessivo de medicamentos.

Por ser um tipo de problema de saúde que pode ser causado por uma série de fatores, o acompanhamento médico é indispensável. É necessário que o paciente quebre o tabu relacionado a dificuldade de ereção, e se proponha a receber ajuda médica.

Caso contrário ele pode acabar tendo problemas mais graves, incluindo distúrbios cardíacos.

Caso você tenha algum tipo de dificuldade de ereção, procure um especialista. Ele poderá fazer os exames necessários para identificar a causa do problema e assim indicar o tratamento mais adequado.

 

Leia Mais

DOENÇA DE PEYRONIE E A DISFUNÇÃO ERÉTIL ESTÃO ASSOCIADAS?

Como escolher a prótese peniana? Tudo o que é preciso saber aqui.

8 Causas Reversíveis de Impotência Sexual

Remédios Naturais e Comerciais para Impotência Sexual

Veja Mais Artigos >>