Entenda como as células-tronco penianas podem melhorar a saúde sexual masculina

Entenda como as células-tronco penianas podem melhorar a saúde sexual masculina

 

Os tratamentos com células-tronco penianas vêm sendo estudados há alguns anos e os resultados são cada vez mais promissores. Esse tipo de célula, normalmente retirado da medula óssea, possui capacidade de se auto-regenerar. Portanto, ao ser implantada ou injetada na região peniana pode contribuir com tratamentos de disfunção erétil e deformidades, dentre outras possibilidades.

No entanto, não é raro de se ver ou ouvir falar a respeito de tratamentos com células-tronco penianas para fins estritamente estéticos ou para aumento do órgão. Essa não é uma prática legalizada e devido à escassez de literatura e estudos que justifiquem tal uso, certamente colocará o paciente em risco.

Por outro lado, os estudos a respeito do uso de células-troncos penianas com objetivo de tratamento e reversão de certas condições como doença de Peyronie, que causa deformidade, desconforto e dor, além de impotência sexual em decorrência de remoção de tumores na próstata, por exemplo, já possuem um bom arsenal de pesquisas e os resultados têm se mostrado relevantes e satisfatórios.

Tratamentos possíveis com células-tronco penianas

Os tratamentos que utilizam células-tronco penianas em desenvolvimento atualmente buscam aprimorar a qualidade de vida e a saúde masculina, como mencionado, tratamentos estéticos não possuem embasamento científico suficiente.

Dentre os principais tratamentos que se pode elencar, e que vêm apresentando resultados comprovados e satisfatórios, pode-se elencar:

  • Doença de Peyronie
  • Disfunção erétil
  • Outras fibroses penianas.

Em estudo intitulado Current Perspectives on Stem Cell Therapy for Erectile Dysfunction, publicado em 2016 na revista científica Sexual Medicine Reviews, foi possível constatar que o uso de células-tronco mesenquimais – obtidas a partir da aspiração da medula óssea – apresentou resultados otimistas em relação ao tratamento de disfunção erétil.

 O trabalho pré-clínico usando ratos como cobaias para mensurar os vários processos de doenças responsáveis ​​pela disfunção erétil permitiu aos pesquisadores elucidar os mecanismos que fundamentam seu potencial terapêutico. No entanto, a forma como as células-tronco são extraídas apresentaram resultados diferentes. Por exemplo, as células aspiradas da medula óssea demonstraram melhor performance para tratar a superfície lisa do músculo, neurônios e endotélio, promovendo a regeneração. Já as células derivadas de músculo foram capazes de melhorar a ereção por meio da diferenciação de células-tronco e tecido cavernoso.

Em contrapartida, as células-tronco cuja fonte é urinária foram capazes de aumentar a função erétil por meio de um efeito parácrino único, que, na prática, revela-se como tratamento mais conveniente e menos invasivo.

De todos os modos, o uso de células-tronco penianas ainda não é amplamente adotado pois os estudos ainda carecem de maior robustez. Fato é que os resultados deixam diversos pacientes otimistas em relação à melhora da saúde masculina e desempenho sexual.

No Brasil, a Terapia com Células Tronco já é realizada sob protocolos de estudos em algumas Universidades.

 

Agende hoje mesmo sua consulta, nós podemos lhe ajudar.

Veja Mais Artigos >>